UM SETOR IMPORTANTE ESTÁ DE LUTO: RONDÔNIA PERDE UMA DÚZIA DE PERSONALIDADES DA COMUNICAÇÃO

O CASO DO QUASE HERÓI LÁZARO E ESTE POBRE BRASIL, DOENTE E ENGOLIDO PELA CRIMINOSA INVERSÃO DE VALORES
28 de junho de 2021
AFUNDANDO PARA A ESQUERDA, ARGENTINA TEM CINCO MILHÕES DE MISERÁVEIS E INFLAÇÃO PERTO DOS 50 POR CENTO
1 de julho de 2021

O meio da mídia rondoniense anda de luto, com a perda, seguidamente, de algum dos nomes mais conhecidos da população, por seu trabalho no meio jornalístico. Já se foram, entre os mais conhecidos e aqueles que ficavam atrás das câmeras e microfones, pelo menos uma dúzia de personalidades que se foram, a grande maioria vitimada pelo Coronavírus, mas também por outras doenças. A última perda foi nesta terça-feira, quando faleceu, depois de uma mortal hemorragia estomacal, o apresentador de TV Paulo Benito, aos 51 anos. Antes dele já tinha o mundo do jornalismo do nosso Estado, perdido personalidades como Marcelo Bennesby (de derrame cerebral, seguido da Covid 19); Cléo Subtil, Gessy Taborda, Adão Gomes, Anisinho Gorayeb, Odair Calado, Chagas Pereira, Lima Neto, Elessandro Alves, Francisco Matias (apresentador, comentarista político) e o querido cinegrafista Adilson Santos, todos atingidos pelo vírus criminoso. A empresa de comunicação que mais perdeu profissionais foi a RedeTV!, que fica com a defecção de pelo menos quatro dos personagens que faziam sucesso no vídeo, tratando de notícias, entrevistas e informações em geral. Claro que todos serão substituídos e, com o tempo, novos profissionais vão assumir seus postos, porque assim é a vida. Mas, para a grande maioria dos telespectadores, dos leitores, dos ouvintes, tais personalidades dos meios da mídia em nosso Estado jamais serão esquecidas, por tudo o que realizaram em benefício da qualidade das comunicações entre nós.

Para registrar toda a tristeza, é sempre bom destacar que muitos desses profissionais, que poderiam ter sucesso em outras carreiras, viviam sob a paixão do jornalismo, um amor profundo que não se consegue medir. Outros tinham carreiras paralelas, mas quando entraram para o mundo da comunicação, jamais conseguiram sair dele. Com raras exceções, muitos se sacrificaram, vivendo com ganhos muito aquém do que mereciam. Viveram, todos, boa parte de suas vidas, dedicando-a à coletividade, pelo trabalho fundamental que realizaram. Com toda essa gente que se foi, no meio do jornalismo, perde muito a comunicação rondoniense. Foram-se vários colegas, que se dedicaram grande parte de suas vidas a informar a sociedade, prestando um serviço inestimável. E perdem todas as famílias e amigos que viram seus entes queridos partir, mesmo alguns ainda que teriam longos anos pela frente. A todos, nosso abraço e os mais profundos sentimentos de tristeza.

BASTIDORES: MDB CONVERSA COM HILDON CHAVES, SOBRE 2022

Nos meios políticos, mas sempre nos bastidores, se ouve cada vez mais ruídos de uma possível aproximação do prefeito Hildon Chaves com o MDB. O maior partido do Estado, presidido pelo líder da bancada federal, Lúcio Mosquini, não confirma nem desmente. Mas que já houve conversas com o prefeito da Capital, houve sim! Como as coisas ainda não estão claras para 2022 e embora haja um compromisso mais antigo de Hildon com Marcos Rogério, os emedebistas tentam convencer o prefeito reeleito de Porto Velho para a formalização de uma parceria ou, numa outra hipótese, se ele tivesse algum problema para ser indicado pelo PSDB para entrar na briga pelo Palácio Rio Madeira/CPA, a sigla do MDB estaria disponível. Alguém confirma isso? Obviamente que não. Tudo o que está acontecendo, neste momento de conversações, corre bastidores afora, mas não traz nada a público. O que sabe é que o prefeito Hildon Chaves está pensando seriamente na possibilidade de concorrer ao Governo em 2022 e o MDB está a procura de um nome de peso, já que Confúcio Moura, ao que parece, ora pensa em voltar à disputa do cargo e ora prefere concluir seu mandato no Senado, pelo que se ouve.            

NA MOBILIZAÇÃO DA PM, COM FORTE TOM POLÍTICO. AINDA HÁ RACHA NOS QUARTÉIS

 O movimento da PM rondoniense por aumento salarial continua vivendo um impasse, agora por divisões dentro da própria corporação. Com cara de movimento político, já que se sabia desde o início das negociações que o Estado estava impedido, legalmente, de conceder reajustes durante este ano, a pressão resultou em poucos avanços. Todos para o ano que vem, como já se sabia há longo tempo. Agora a questão envolve um racha entre lideranças do movimento da Capital e algumas cidades do interior, que aceitaram as novas propostas do Governo, enquanto outras localidades não aceitaram. O reajuste parcelado para 2022, de janeiro a março, chegaria a um total de 24,5 por cento. A verdade é que a mobilização envolveu principalmente oficiais (a tropa pouco se envolveu na mobilização) e, principalmente, alguns personagens que estão de olho nas urnas para o ano que vem, contando com o apoio da Polícia Militar para tentar chegar ao poder. Os PMs de Porto Velho, Ariquemes, Rolim de Moura e Alta Floresta toparam o acordo. Os de pelo menos outras onze cidades não toparam. Não se sabe, portanto, o que acontecerá nestas localidades que decidiram emancipar-se do Estado e tomar a si a deliberação de não acatar as propostas do Estado.   

DNIT INVESTE 15 MILHÕES NAS DUAS PONTES DE CONCRETO NA BR 425

Há muitas obras em andamento no Estado. E não são apenas obras feitas pelo DER e pelo DEOSP pelo Estado. O Ministério da Infraestrutura, através do Dnit regional, está realizando também importantes melhorias. E não só em alguns trechos da BR 364. Outras duas obras importantes, ambas na BR 425, que liga a BR 364 até Guajará Mirim, que são vitais para toda aquela região, já estão em andamento. Depois de várias décadas de promessas, finalmente o governo brasileiro começa a construção de duas pontes de concreto, uma sobre o rio Araras e outra no rio Ribeirão, o que resolverá de vez o risco do trânsito na ligação com Guajará, o retirando da antiga ponte centenária, de madeira, da época da construção da ferrovia Madeira-Mamoré. Segundo o superintendente do Dnit para Rondônia e Acre, André Lima dos Santos, o investimento total deve chegar perto dos 15 milhões de reais e as obras vão demorar em torno de um ano e meio. Pequeno prazo, no final, para a população daquela região e os milhares de motoristas que precisam utilizar aquele trecho da BR 425, principalmente em períodos de cheias, quando as águas, muitas vezes, passam por cima da ponte antiga, impedindo o transito e praticamente isolando Guajará.

DEPUTADA FALA ASNEIRA SOBRE MORTE DE LÁZARO E “APANHA” NAS REDES SOCIAIS

Deputada federal Vivi Reis, do PSOL, do Pará, arriscou a publicar nas suas redes sociais uma catilinária de besteiras, acerca da morte do mega criminoso Lázaro Barbosa. Afirmou, entre outras declarações merecedoras de um Oscar da Asneira, que “Lázaro foi preso e morto. A perseguição do criminoso deixou um lastro de ódio, intolerância religiosa e abusos”. Acusou a polícia de matar o bandido, “ao invés de ouvir o que ele tinha a dizer”. A Dilma Rousseff do Pará foi alvo de tantas críticas e até ofensas (coisa que não se pode concordar), pelas mesmas redes que ela usou para falar suas besteiras, que acabou se retratando. Disse que não era nem isso que queria falar. Que a polícia deveria ter prendido o bandido para ouvi-lo, até para saber quem mais o ajudava. Uma desculpa que dá vontade de vomitar. Pressionada, a parlamentar também se solidarizou com os familiares das pessoas cruelmente assassinadas pelo facínora, coisa que não tinha feito, mas foi obrigada a corrigir, pelas cobranças duríssima que sofreu de milhares de pessoas, ensandecidas com as idiotices pronunciadas em seu primeiro pronunciamento pela deputada.

CHEGAM MAIS ASTRAZENECA E PFEIZER. ESTAMOS PERTO DAS 850 MIL DOSES

Vacinas, vacinas, vacinas. Elas é que podem nos salvar. E estão chegando, nos últimos 20 dias, até três vezes por semana. No total, já temos em Rondônia um total de 805 mil doses e, nesta quarta, devem chegar mais 39.890 doses. Serão 20 mil da Oxford/Astrazeneca e outras 19.890 da Pfeizer. Com isso, nos aproximamos das 850 mil doses. Há previsão de novos lotes chegando para o Estado, senão ainda nesta semana, já no início da semana que vem. Enquanto isso, afora Ji-Paraná, que continua passando vergonha, por não informar corretamente os números de doses aplicadas em sua população (menos de 36 por cento das 68.750 vacinas recebidas foram usadas, segundo dados oficiais da Sesau e do Ministério da Saúde), a maioria das cidades rondonienses melhorou seus índices de imunização. Além das cidades que já aplicaram 100 por cento de todas as doses que receberam (Cacoal e Itapuã do Oeste) e de várias outras que estão chegando lá, como Jaru, destaque-se a acentuada melhoria do trabalho de vacinação e dos números atingidos pela Prefeitura de Porto Velho. Na segunda-feira, das 237.652 doses recebidas, os postos de vacinação já haviam aplicado nada menos do que 200 mil doses.

MAIS UM ATAQUE AO NOSSO BOLSO: ENERGIA AUMENTA DE NOVO!

Não param de chegar más notícias para o consumidor. Além dos preços abusivos dos combustíveis e do gás de cozinha, que em alguns locais em Rondônia já se paga mais de 115 reais pela botija de 13 quilos, aí vem um reajuste, de novo, nas nossas contas de luz. Não bastasse o aumento inacreditável de alguns produtos de primeira necessidade, como carne, arroz e assemelhados, vem mais um duro ataque ao nosso bolso. Já a partir de julho vamos pagar mais caro pela energia consumida, inclusive nós, rondonienses, que com nossas hidrelétricas gigantes abastecemos o país, mas pagamos o mesmo que as regiões que não produzem energia alguma. Vai dar um salto o custo da cobrança extra, que passará de 6,24 reais para 9,49 reais para cada 100 Kilowatts consumidos. O aumento percentual (pasmem!), será de nada menos do que 52 por cento. O motivo principal seria o fato de o país estar passando por um momento de crise hídrica. O governo tem pedido que se use a energia “consciente e responsável” de água e energia por parte da população. O Brasil vive a pior crise hídrica dos últimos 91 anos. E, é claro, nós vamos pagar mais essa conta.

BANCADA FEDERAL TRATA DA TRANSPOSIÇÃO COM BOLSONARO, NESTA QUINTA

A quinta-feira é dia de grande expectativa para centenas de servidores do Estado que estão esperando, alguns há décadas, pela transposição para a folha de pagamento da União. Depois de longo período sem que o assunto tenha avançado no atual governo, o presidente Jair Bolsonaro vai receber os representantes da bancada federal, para tratar do tema. A audiência foi solicitada pelos parlamentares, depois que Bolsonaro, numa entrevista exclusiva que concedeu a Everton Leoni (SICTV/Record, de Rondônia), há pouco mais de duas semanas. Na ocasião, questionado pelo apresentador e jornalista, Bolsonaro disse não ter muitas informações sobre o assunto, mas que estava disposto a discuti-lo “com algum representante da bancada federal de Rondônia”. No dia seguinte, a partir de iniciativa da deputada Jaqueline Cassol, o coordenador Lúcio Mosquini imediatamente enviou ofício ao Planalto, pedindo o encontro com o Presidente, com a maior brevidade. A audiência foi confirmada para a manhã desta quinta-feira, a partir das 9h30 da manhã. A previsão é de que participem do encontro os três senadores e os oito deputados federais que nos representam no Congresso. Esperemos boas notícias!

PERGUNTINHA

Se você pudesse escolher, se sentiria mais seguro recebendo a vacina Coronavac, a Oxford/Astrazeneca, a Pfizer, todas de duas doses ou a Jansen, aquela que imuniza com apenas uma dose?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *