NO PICO DA CRISE, CHEGOU MAIS UM PEQUENO LOTE DE 17 MIL NOVAS DOSES DE VACINA PARA RONDÔNIA

PEC DA PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA CONTINUA ENGAVETADA NO CONGRESSO. ALGUM DIA SERÁ VOTADA?
1 de março de 2021
OPERAÇÃO AFASTA DEPUTADO E ENVOLVE SUSPEITAS DE SUPERFATURAMENTO EM TESTES DA COVID. VEM MAIS POR AÍ!
6 de março de 2021

Fomos relegados (de novo!) a um segundo plano. Mesmo com toda a crise que estamos passando; mesmo com quase 120 pessoas esperando leitos de UTIs que estão superlotados; mesmo com o recrudescimento da doença no Estado, quando conseguiu novo lote de vacinas, o Ministério da Saúde priorizou o Amazonas e outras regiões do país, enviando a Rondônia apenas 17 mil doses da Coronavac, que serão usados para imunizar apenas 8.500 pessoas com duas doses. Enquanto o governador Marcos Rocha, emocionado, vai às redes sociais com uma Live dizendo que precisou apertar as normas de isolamento, não criando um Lockdown, mas algo próximo a ele, contra sua vontade, aliás, o governo Bolsonaro, de quem Rocha é aliado de primeira hora, não tem nos dado atenção que merecemos, embora o ministro Pazuello (veja texto abaixo), diga o contrário. Mesmo com os insistentes pedidos de Rocha e do secretário Fernando Máximo, o Ministério da Saúde avisava que não haveria vacinas antes do dia 15. Por caminhos que se desconhece, 24 horas depois dessa informação, apareceram 1 milhão e 976 mil doses, distribuídas para todo o país, com mais uma pequena cota para os rondonienses. Há poucos dias, quando Manaus ganhava 120 mil, o Acre mais de 22 mil, nós aqui, ficávamos com ridículas 5.400 doses. Com todas as vacinas já recebidas anteriormente, cerca de 117 mil doses, já foram vacinadas 47.300 pessoas. Outras 9.650 tomaram a segunda dose. Temos ainda algo em torno de 13 mil doses a serem aplicadas daqueles lotes anteriores (todas para a segunda dose) e mais as novas 17 mil que chegaram na tarde desta quarta.

Tudo isso deixa claro que estamos vivendo momentos terríveis e que não há vacinas suficientes. Todos os dias se anunciam compras de milhares de doses por governo e prefeituras. O presidente Bolsonaro confirmou que até abril teremos mais 150 milhões de doses. Ninguém diz, contudo, onde elas serão encontradas, se são cada vez mais raras para todo o mundo. Ainda estamos longe de nós mesmos produzirmos nossas vacinas. Temos apenas um contingente de cerca de 8 milhões e meio de brasileiros vacinados com a primeira dose e perto de 10 por cento disso, com a segunda. Nesse momento de terror que estamos vivendo, milhões de vacinas seriam o antídoto perfeito não só para salvarmos milhares de vidas, mas para evitarmos uma quebradeira generalizada das empresas e desemprego em massa, por causa de tantos decretos, fechamentos e Lockdowns. Além disso, precisamos implantar com urgência o tratamento precoce e, mais que tudo,  impor nossa força perante o governo federal. Tanto a administração estadual quanto a bancada federal têm que esquecer quaisquer outros temas, que não seja a busca de vacinas. Mais vacinas. Muito mais vacinas. Cada um puxando para um lado, não vai dar é em nada. Governo, oito deputados federais, três senadores, 24 deputados federais, 52 prefeitos: todos têm que falar a mesma linguagem, senão não chegaremos a lugar nenhum, no combate ao vírus devastador.      

PAZUELLO  DIZ QUE RECEBEMOS 40 MIL DOSES MAIS DO QUE O ACRE

E agora? Numa reunião ocorrida nesta quarta, em Brasília, o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, negou que o Acre tenha recebido mais vacinas do que Rondônia. Participaram do encontro o coordenador da bancada federal, deputado Lúcio Mosquini; os senadores Acir Gurgacz, Confúcio Moura e Marcos Rogério; os deputadosLéo Morais, Expedito Netto, Mariana Carvalho, Jaqueline Cassol, Silvia Cristina, Mauro Nazif e Coronel Chrisóstomo. Pazuello negou que esteja havendo prioridade ao Acre e apresentou números diferentes do que estavam sendo divulgados aqui em Rondônia. Ele afirmou que, até agora, tivemos um total de 129 mil doses, enquanto se falava que o total enviado era bem menos: 117 mil. O ministro também disse que, embora num dos lotes, nosso Estado vizinho tenha recebido muito mais do que nós, até agora tivemos nada menos do que 40 mil doses a mais, já que os acreanos tiveram apenas 89 mil unidades de imunizantes. Mosquini registrou que “dias atrás notícia na mídia informava que o Acre recebeu mais vacinas que Rondônia, porém é inverídica. Essa informação foi repassada de forma leviana, pois o que de fato aconteceu foi que o Acre recebeu apenas naquele lote uma quantidade maior, sendo que Rondônia já recebeu 40 mil doses a mais”. Os rondonienses também pediram ao ministro o envio de mais vacinas para atender nosso Estado, nesse momento em que a pandemia assusta cada vez mais.

SÃO 152 MIL CONTAMINADOS, 134 MIL CURADOS E QUASE 3 MIL MORTES

São quase 152 mil pessoas em Rondônia que já tiveram a doença. Isso representa que cerca de nove por cento de toda a nossa população, na faixa dos 1 milhão e 700 mil, já foram contaminadas pelo coronavírus. Se recuperaram, até a quarta-feira, algo em torno de 134 mil, representando 7,8 por cento   do total de casos. Ainda temos um número bem próximo de 15.200 casos ativos, ou seja, de pessoas com o vírus e em quarentena e tratamento, o que representa 1 por cento do total dos que já foram contaminados. O pior vem agora: eram 2.916 óbitos até a terça, o que representa que 1,91 por cento dos que foram atingidos pela Covid 19, perderam suas vidas, em Rondônia. Embora seja um dos menores percentuais de mortes do país, ainda assim é um número apavorante. O total de perto de 47.500 vacinados até agora com a primeira dose e quase 10 mil com a segunda, significa que 2,8 por cento de todos os rondonienses já receberam a dosagem inicial e apenas 0,5 por cento já estão 100 por cento imunizados, com as duas doses.

PREFEITURA INVESTE 10 MILHÕES PARA CONCLUIR 269 CASAS POPULARES

Oito anos de atraso. Quase tudo pronto, mas tudo parado. É daquelas obras públicas que existem em todas as regiões do país. Começam, são prometidas para conclusão rápida, andam um pouco, param; andam um pouco, param de novo. Lá na frente, depois de consumir uma grana preta, quando estão perto do final, são abandonadas. Foi o que aconteceu com o conjunto habitacional de 269 casas, na zona leste da Capital, perto do Orgulho do Madeira. Ali, famílias angustiadas esperaram todos esses anos, até que todo o rolo burocrático fosse superado e o prefeito Hildon Chaves batesse o martelo, determinando o imediato reinício das obras. Nesse triste momento de pandemia e tantas péssimas notícias, uma atrás da outra, pelo menos uma luz no final do túnel, para esses rondonienses pobres, sorteados e beneficiados, que poderão passar o próximo Natal dentro das suas novas casas. O anúncio do investimento foi feito esta semana, na Prefeitura e horas depois, servidores do município já estavam no local, fazendo a limpeza da área. Tomara que dessa vez tudo vá mesmo até o final.

REDANO PERDE A PACIÊNCIA E QUER MULTA PARA IRRESPONSÁVEIS

Acabou a paciência do presidente da Assembleia, Alex Redano, conhecido por ser um político de diálogo e que enfrenta todas as situações com toda a calma que o caracteriza. Mas ele não aceita, de jeito nenhum, os irresponsáveis que continuam ignorando os decretos de isolamento e cuidados para que se evite a transmissão do coronavírus. Redano defendeu a criação do Fundo Estadual para a compra de vacinas, com recursos destinados pelos entes públicos e também pela iniciativa privada. Mas foi duro e enfático: quer punição, com aplicação de multas no CPF, para cada pessoa flagrada promovendo aglomerações, andar sem máscaras, não respeitar o distanciamento social e desrespeitar outras medidas previstas no protocolo de saúde. “Defendo que haja punição severa para quem não cumpre os protocolos, que se aglomera, que anda sem máscaras, que brinca com a doença e com a saúde da sociedade. Tem que doer no bolso, que se faça fiscalização e aplique multas no CPF de cada um”. Disse ainda que “não vejo o comércio como um vilão na proliferação da covid-19. Especialmente, os pequenos comércios, que tomam todas as medidas necessárias e possíveis, para garantir a segurança sanitária. Mas, não adianta o comércio tomar os cuidados, se as pessoas não se cuidam, não respeitam os protocolos e colocam a sociedade em risco”.

REGISTRADAS 1.094 MORTES SÓ NESTE ANO. SÃO 17 ÓBITOS A CADA 24 HORAS

Até a quarta-feira, 62 dias depois do início de 2021, 1.094 mortes. Ou seja, a cada 24 horas, nestes dois meses e dois dias deste ano, 17 pessoas perderam suas vidas para o vírus. A saúde foi derrota 1.094 vezes nesse período, embora, é claro, tenhamos que comemorar que ela salvou muito mais vidas do que perdeu. Mas se fossem seguidos protocolos de tratamento precoce; os protocolos de proteção individual; o fim da aglomeração, ao invés de cada um puxar a sardinha para si; olhar para o próprio umbigo; ignorar a importância de termos uma forma única, clara, unida, de atacar a doença. Enquanto vamos acumulando cadáveres, em Rondônia e no Brasil, fechando portas de milhares de empresas, destruindo empregos, quando chegamos perto das 3 mil mortes no Estado e 267 mil no país. Em Porto Velho, em 1º de janeiro, tínhamos 940 mortes registradas, desde março, ou seja, há um ano. Agora, já são 1.305 óbitos, com 365 casos em 62  dias, quase seis mortos a cada dia.

ENTIDADE FAZ CARTA DE REPÚDIO CONTRA MPF POR CAUSA DA 319

Podem se enganar os que quiserem. Neste espaço, há muito tempo, se afirma que a legislação ideológica que controla as questões da Amazônia; a força das ONGs e parcela do Ministério Público Federal não permitiriam, sem proporem grandes obstáculos, o asfaltamento da BR 319. Os mais otimistas, como o ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, já andavam soltando fogos, depois de um pré-acordo (inclusive com a participação do MPF) sobre a obra. Aqui não! O aviso foi dado. Não deu outra. Nota assinada pelo presidente da Associação dos Amigos e Defensores da BR-319, André Marsílio, emitiu Nota de Repúdio, em nome da entidade, contra ação do Ministério Público Federal, que, segundo o texto, “mais uma vez tenta barrar o processo de recuperação da rodovia BR-319. Desde 2019, uma manobra vem sendo feita para atrasar o licenciamento ambiental com a inclusão do Lote C como trecho do meio (KM 250-655), sendo que tal proposta tivesse sido feita, o EIA-RIMA que já estava concluído teria que ser refeito para incluir mais 52 quilômetros, atrasando o processo”. Ora, só os ingênuos poderiam imaginar que seria tão fácil concluir esse trabalho, tão importante para milhões de amazônidas e para todo o país. Em primeiro lugar, a legislação ideológica!

PREPAREMO-NOS: A BATALHA APENAS RECOMEÇOU. VEM MUITO MAIS POR AÍ!

A nota de repúdio destaca ainda: “o lote C possui autorização para repavimentação e trata-se de um trecho importante que interliga a comunidade do Tupanã ao Igapó Açú, sendo que está última comunidade vem sofrendo com a precariedade da rodovia desde 1987. No documento elaborado pelo MPF argumenta-se que trata-se de uma nova infraestrutura e que a elaboração de um projeto básico já indica isso, porém houve uma interpretação equivocada e maldosa, pois a rodovia já foi construída e complemente asfaltada, não se tratando de uma rodovia nova, mas sua recuperação com capa asfáltica” Afirma também que “este mesmo MPF, em audiência pública no município do Careiro, no Fórum que debate a reabertura da BR-319, apresentou uma carta a sociedade pedindo a imediata ação do Governo Federal para a repavimentação do LOTE C”, porque possui todas as condicionantes ambientais para a repavimentação. O texto conclui: “Acreditamos na Justiça, e que esta decisão seja revertida novamente ao povo”.  A Justiça Federal já mandou suspender a obra. Preparemo-nos para mais más notícias. Isso é apenas o começo!

TOGAS PRETAS PRESOS POR FORMAREM QUADRILHA NO RIO

Quantas vezes ainda vamos passar por situações como essa, que ocorreu  essa semana no Rio de Janeiro, envergonhando novamente nosso país e dando vontade de vomitar nos brasileiros de bem? A prisão de quatro Desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho, já confirmada pelo STJ, por graves denúncias de corrupção, envolveu esses representantes do Judiciário e várias outras pessoas, incluindo-se aí o governador afastado, Wilson Witzel. Os desembargadores do TRT do Rio Marcos Pinto da Cruz, José da Fonseca Martins, Fernando Antonio Zorzenon da Silva e Antonio Carlos de Azevedo Rodrigues, foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República, acusados de corrupção e outros crimes, em conjunto com uma organização criminosa que teria sido criada e comandada pelo próprio Witzel. No total, a PF cumpriu 11 mandados de prisão preventiva, contra os desembargadores e advogados envolvidos no esquema de corrupção. Os envolvidos, incluindo os membros do TRT, teriam recebido propinas em valores que superam os 16 milhões de reais. Espera-se que esses colarinhos brancos e togas pretas, que deveriam proteger a população e não afanar o dinheiro dela, recebam punições exemplares. Receberão?

PERGUNTINHA                   

Você também está temendo que, até o final do ano, podemos começar a pagar 15 reais pelo litro da gasolina e 120 reais pela botija de gás de 13 quilos, que usamos para cozinhar nas nossas casas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *