BRASIL TEM 11 MILHÕES DE ANALFABETOS E HÁ, AINDA, 38 MILHÕES DE ANALFABETOS FUNCIONAIS

CASSAÇÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS DE MAGISTRADOS E POLICIAIS É UM ATENTADO CONTRA A DEMOCRACIA
18 de setembro de 2021
CONFÚCIO MOURA DESABAFA E FAZ DURAS CRÍTICAS ÀS COLIGAÇÕES, À POLÍTICA E AOS POLÍTICOS
22 de setembro de 2021

Há 750 milhões de pessoas no Planeta, mais de 11 milhões no Brasil, perto de 100 mil rondonienses que ainda vivem na mais completa escuridão. Não pela falta de energia elétrica, mas que pode ser considerada ainda pior: a escuridão do conhecimento. Em pleno século 21, quando parte da Humanidade fala em robótica, em viagens interplanetárias, em celulares de última geração, em avanços numa vistos na ciência e na medicina, toda essa gente, que, caso colocada junto, criaria o terceiro país com maior população do mundo, só perdendo para China e Índia, está dentro da triste estatística do analfabetismo. O analfabeto é aquele que, mesmo sabendo escrever seu nome, não tem conhecimento algum para realizar a leitura, escrita ou cálculos básicos, para que tenha uma vida funcional com um mínimo de qualidade. Tão negativo quanto o analfabeto comum, é o analfabeto funcional. É aquele que se caracteriza por não saber escrever quase nada corretamente; nem fazer cálculos matemáticos simples e, mesmo conhecendo o básico, escreve e pronuncia as palavras erradas. Os exemplos mais comuns: “tauba, “pobrema”, “cabelelero”, “cocrante” e dezenas de outras. Aqui e ali tem havido alguns avanços, nos últimos anos, mas no geral, o número de analfabetos e de analfabetos funcionais continua sendo assustador.

Toda essa questão vem ao debate, novamente, não só pela tragédia do analfabetismo em si, mas também pela queda da qualidade do ensino no Brasil. Na semana passada, registrou-se o centenário de Paulo Freire, o guru da educação no Brasil e também em outros países, principalmente os ideologicamente à esquerda. E a questão da teoria e da prática do ensino voltou à voga. Freire, que nunca foi professor, mas advogado e jamais ensinou alguém, a não ser implantar e coordenar programas de alfabetização em acampamentos de sem terra, era um grande teórico da educação. A opção principal, na sua visão, era um ensino baseado nos interesses dos estudantes, nas suas preferências, no que representasse o seu meio de vida. Basicamente, criou um tipo de ensino adorado pelas ideologias socialistas/comunistas, mas, na prática, mesmo sendo adorado em vários países e principalmente no Brasil, a sua teoria, implantada durante anos no nosso país, piorou muito a qualidade da educação e os resultados, na prática, são incontestavelmente negativos. O legado de Paulo Freire não influiu no analfabetismo, mas sem dúvida influiu muito no analfabetismo funcional, que assola, segundo dados do IBGE, nada menos do que 38 milhões de brasileiros, ou, mais ou menos 18 por cento de toda a nossa população. Ao invés de avanços, tivemos grande atraso na qualidade das escolas e do que se leciona nas salas de aula. Não é de arrepiar os cabelos?

SEXTA, SÁBADO E DOMINGO: TRÊS DIAS SEM MORTES PELA COVID EM TODO O ESTADO

Nem sexta, nem sábado, nem domingo. Pela primeira vez, desde o início da pandemia, não foram registradas, em três dias seguidos, nenhum óbito pela Covid, em toda a Rondônia. Em todo o país, o número de casos e mortes tem caído acentuadamente, mas o caso local é digno de registro especial. Chegamos a ter nada menos do que 1.050 pacientes internados e outros 170 esperando leitos em hospitais e UTIs, no auge da doença. Agora, temos apenas 70 leitos ocupados.Tivemos grandes dificuldades na chegada de vacinas, durante longo tempo, até que o novo ministro da saúde, Marcelo Queiroga, veio a Rondônia e aqui, pressionado por autoridades de todos os naipes, prometeu nos dar a atenção que merecíamos. Hoje, Rondônia já recebeu perto de 2 milhões e 100 mil doses de imunizantes. No Boletim 547, as informações eram de que já haviam sido vacinadas quase 1 milhão e 100 rondonienses com a primeira dose e outros acima de meio milhão já estavam totalmente vacinados com as duas doses. Nos últimos dias começou, ainda, a imunização da terceira dose, para idosos e grupos especiais. O total de testes realizados no Estado também chegou a bem mais da metade da população, com mais de 1 milhão e 50 mil testes realizados.

EM 72 HORAS, RONDÔNIA RECEBEU MAIS 147 MIL NOVAS DOSES DE VACINAS

Para se ter ideia da grande quantidade de vacinas que estão sendo enviadas a Rondônia (e ainda não computadas no total geral de mais de 2 milhões e 100 mil doses), em apenas três dias, chegaram nada menos do que 147.340 novos imunizantes, para atender nosso Estado. No sábado, dia 18, vieram mais 57 mil doses de Coronavac. Em pleno domingo, 19, chegaram 66.690 da Pfeizer. Nesta segunda à tarde, outras 23.250 Astrazeneca e, ainda 400 doses únicas da Jansen. As vacinas da Pfizer servirão principalmente para a terceira dose, em milhares de idosos e pessoas portadoras de alguns tipos de doenças. Já a Astrazeneca, será importante para complementar a segunda dose, já que a vacina acabou na semana passada. Com todas as vacinas que chegaram apenas nestes três dias, Rondônia já superou o total de 2 milhões e 250 mil doses recebidas através do Ministério da Saúde. As pressões do governo do Estado, da bancada federal, da Assembleia Legislativa e vários outros organismos, finalmente está resolvendo de vez a questão que enfrentamos, no auge da pandemia, quando recebíamos doses muito abaixo das nossas necessidades.

INVASÃO DO CEMITÉRIO DA CANDELÁRIA: ACABOU A BADERNA CONTRA NOSSA HISTÓRIA

Finalmente, a ordem foi restabelecida. Aquela esculhambação que estava ocorrendo no histórico Cemitério da Candelária, com invasores construindo barracos e tomando conta como se fossem os donos do local, finalmente acabou. Uma ação da Prefeitura Municipal e da Polícia Militar acabou com a baderna. Enquanto líderes do movimento invasor, tinham a cara de pau de fazer vídeos pela internet, convocando mais invasores e avisando que, quem não se apresentasse, iria perder seus lotes. Usavam a área como propriedade privada e, ainda, falaram grosso com autoridades que ousaram contestar a invasão, como o competente vereador Aleks Palitot, que ainda foram ameaçadas. Ainda bem que essa vergonhosa inversão de valores, onde invasores são tratados como pobres coitados e os proprietários da área são criminalizados, chegou ao fim quando acabou o governo de esquerda que dominava o país. Agora, o Império da Lei voltou a ser praticado. O Cemitério da Candelária tem pelo menos cinco mil sepulturas de trabalhadores que vieram de várias partes do mundo, para construir a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. É um dos mais importantes patrimônios históricos que temos. O que se tem que fazer, agora, depois da destruição dos barracos que já estavam sendo construídos, é vigiar a área, para que outros ataques deste tipo não ocorram.  

ENFIM, GOVERNO EXPLICA FIM DOS CONTRATOS EMERGENCIAIS

O pau cantou em cima do governo do Estado e principalmente da Secretaria da Saúde, Sesau, por causa da extinção de contrato de mais de 500 pessoas  para atuarem no combate a Covid 19, ocorrido na semana passada. Como muitas vezes tem ocorrido, a demora de explicações do Governo, abriu espaço para muitas críticas, muitas delas de cunho essencialmente político. Faltou jogo de cintura, para que a população fosse informada correta e rapidamente sobre o que ocorreu? Faltou sim. Mas a verdade é que, legalmente, não havia outra alternativa. Os contratos foram temporários, numa emergência, quando a pandemia explodiu. Todos os contratados sabiam que o pacote de serviços ao governo seria temporário, porque, afora casos excepcionais, as contratações definitivas só poderiam ser feitas por concurso público. Depois de quase uma semana de críticas, de maldades, de uso das redes sociais para fazer política, finalmente a Sesau decidiu responder. Um vídeo postado nas redes sociais pelo secretário Fernando Máximo explica a situação. Ele lembra da contratação emergencial e, quando a pandemia recuou com mais de 93 por cento a menos de internações, os contratos foram extintos. Não havia outra saída legal. Máximo aproveitou o vídeo para elogiar o trabalho dos contratados, os homenageando por terem salvo muitas vidas. Deixou no ar, também, a possibilidade de se rever outras contratações emergenciais, caso necessário. Veja o vídeo na íntegra, aqui neste espaço ou pelo link https://youtu.be/2jyHSCcBkw8.

FILHA DO COMUNISMO, GIGANTE CHINESA QUEBRA E AFETA MERCADOS EM TODO O MUNDO

A comunista China está sentindo na pele pelo menos um dos grandes males do capitalismo: a quebra de uma das suas duas maiores empresas. Com dívidas acima de 300 bilhões de dólares, alguma coisa perto de 1 trilhão e 680 bilhões de reais, a mega super gigante Evergrande, considerada uma das 500 maiores empresas do mundo, está prestes a explodir. A possibilidade de ela dar um calote em credores no mundo todo, pode afetar a economia de vários países, inclusive o Brasil. No nosso país, só para dar um exemplo, a Bolsa de Valores caiu 3 pontos percentuais na segunda-feira, quando a hecatombe que está prestes a atingir o gigante chinês foi descoberta. A Evergrande tem projetos de construção em cerca de 280 cidades mundo afora, além de ter uma subsidiária no ramo de veículos, uma associação com grande empresa de mídia, um parque de diversões e, afora tudo isso, até um time de futebol, o Guangzhnou Evergrande. Só um magnata chinês, segundo noticia a mídia internacional, perdeu, em 48 horas, nada menos do que 1 bilhão de dólares ou perto de 5 bilhões e 600 mil reais. A única salvação para os credores Planeta afora seria o governo chinês assumir a empresa e suas dívidas. Não se sabe se isso vai acontecer.

OS REDANO FECHAM COM THIAGO FLORES. O EX-PREFEITO QUER UMA CADEIRA NA CÂMARA

As eleições de 2022 estão cada vez mais perto. E as parcerias começam a ser anunciadas. Uma delas vem de Ariquemes, onde um trio de grande força política está azeitando seus caminhos para o ano que vem. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Alex Redano, por enquanto candidato à reeleição, se não quiser alçar outros voos, já que tem cacife para isso, vai apoiar o do ex-prefeito e delegado Thiago Flores para a Câmara Federal. A atual prefeita da cidade, Carla Redano, esposa de Alex, com popularidade em alta, também está neste pacote. Eles são do PRB e Thiago vem com grandes chances de chegar lá, pela administração muito positiva que fez na sua cidade. Sua decisão de não concorrer à reeleição, foi um fato novo na política regional, já que todas as pesquisas o apontavam, com grande vantagem, como Prefeito reeleito. Thiago é nome quente para 22, embora Ariquemes deva ter pelo menos mais dois nomes fortes, Tiziu Jidalias e Lucas Follador, concorrendo à Câmara. ambos também bons de voto. As vantagens de Thiago são o bom governo que fez. E agora tem o importante plus, com o apoio do casal que é muito poderoso, quando se fala em votos, numa das cidades mais importantes do Estado.

RONDONIENSE ENTROU NUMA FRIA: SEIS GRAUS NEGATIVOS DURANTE ELEIÇÕES NA RÚSSIA

Uma rondoniense foi à Rússia, como convidada especial, para participar, na condição de especialista internacional, do acompanhamento e uma espécie de fiscalização internacional, das eleições parlamentares no país. A deputada Mariana Carvalho saiu de um calor de mais de 32 graus, em Porto Velho, para o frio do inverno russo, que chegou a menos seis graus negativos em Moscou, mas que, eventualmente, pode baixar para até menos 30 graus. Mariana, que retornou ao Brasil nesta madrugada, fez parte da comitiva de convidados brasileiros, que incluiu também o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso. Mariana comentou que “na Rússia não há biometria, o voto não é obrigatório, os mandatos são de cinco anos e a votação acontece de forma online ou presencial, com o eleitor respondendo um grande questionário, que é colocado em grandes urnas espalhadas pelos colégios eleitorais. O interesse da população pelas eleições é bem pequeno”. Representantes de vários países foram convidados pela Câmara Cívica da Federação Russa, que bancou todas as despesas. Ou seja, a viagem, estadia, acompanhamento dos três dias das eleições, tudo foi pago pelos representantes do país de Vladmir Putin. Ele, aliás, foi vencedor das eleições parlamentares, já que elegeu a maioria dos seus aliados. Putin completou 20 anos no poder e deve ficar pelo menos mais seis anos no comando da nação russa.

PERGUNTINHA

Você que é gaúcho e comemorou a histórica Revolução Farroupilha, neste 20 de setembro, sabia que políticos do PSOL, PT e PCdoB querem mudar a letra do Hino do Rio Grande do Sul, escrito há um século, por considerá-lo racista?

Os comentários estão encerrados.