PESQUISA INÉDITA SOBRE HÁBITOS DE CONSUMO MUDA CONCEITOS SOBRE A PREFERÊNCIA DOS RONDONIENSES

FALTAM ÍNDIOS NA AMAZÔNIA: ELES SÃO EM NÚMERO MENOR DO QUE AS ONGS QUE EXISTEM PARA PROTEGÊ-LOS
4 de julho de 2019
CRISE NO MDB: CONFÚCIO DÁ CHIBATADA GRAMATICAL NO SEU PARTIDO E JÁ ESTÁ COM UM PÉ FORA
8 de julho de 2019

“Todo o mundo que eu conheço tem o Instagram!”. Ops! Todo o mundo quem, cara pálida? A expressão só será verdadeira se você for da classe A ou B e tiver, no máximo, uns 500 conhecidos. E que isso seja todo o “seu” mundo.  Tem outra: “ninguém mais olha TV, porque a programação é muito ruim!”. Nova pisada de bola:  93 por cento dos brasileiros assistem a TV aberta. E a maioria está satisfeita com o que vê. É nela que se registra o maior público consumidor de produtos anunciados pela mídia nacional. “É impressionante como cresce a TV fechada. Todos que eu conheço são assinantes”. Certamente, a frase, muita ouvida entre gente de mais posses, não se refere ao Brasil. O número de assinaturas empacou nos 19 milhões, ou seja, apenas 9%  as pagam. Ainda em relação a TV fechada, aumentaram os canais com filmes legendados, por conta da entrada da classe C no perfil de consumidores.  Ainda segundo a Mídia Dados, amplo estudo que abrange informações demográficas, mercadológicas e comerciais do mercado brasileiro e sul-americano de mídia, o perfil predominante dos telespectadores de TV Aberta tem um pouco mais de mulheres que homens,  das classes B2, C e D, com mais de 35 anos. Esse percentual aumenta muito a partir dos 50 anos. E, mesmo tendo TV por assinatura, o telespectador ainda passa cerca de 68 por cento do seu tempo de consumo de mídia na TV Aberta. Isso é realidade. Toda a outra conversa que se ouve em torno dos hábitos do brasileiro, nessa área, é apenas conversa, sem fundamento na vida real.

E o rondoniense? Ah, por aqui há também particularidades que não se poderia imaginar! Os índices de acesso à TV são semelhantes aos nacionais. Um destaque: é incrível o poder das mulheres, Na maioria das famílias, são elas que decidem. quando a questão é assistir TV, escolher o que comprar, como comprar e onde. Mas somos um Estado com características conservadoras e tradicionais. Há muitas famílias que não assistem mais a novelas que mostram cenas de sexo e violência. Outras protestam contra o que consideram noticiário parcial contra o presidente Jair Bolsonaro. O público telespectador de Rondônia é muito ligado à religião, principalmente as evangélicas. Exemplo  clássico disso: um dos programas mais assistidos, o Balanço Geral RO, apresentado  por Augusto José, na SIC TV, afiliada a Record TV, tem pico de audiência, porque o público adora ouvir a oração diária, apresentada dentro de um programa policial.  Essas são apenas algumas das informações da mais completa pesquisa já feita em Rondônia, sobre os hábitos de consumo da população, realizada pela equipe de Carla Pollake, uma das mais importantes profissionais da área em todo o país. A pesquisa qualitativa, como se vê, desmente frases feitas e ideias prontas sobre a mídia. Nas próximas edições, vamos relatar mais alguns resultados da pesquisa feita pela professora universitária Carla, que é também Mestre em Comunicação de Massa e Analista de Pesquisa em Conteúdo para TV e Mídias Digitais.


O ROLANDO LERO E O IBAMA

O comentário é de um servidor de órgão do meio ambiente do nosso Estado. Suas identidade será preservada, como fonte, mas  o texto está publicado como se de coautoria desse jornalista, que, no geral, concorda, com o que pensa o autor das frases. “O ministro do Meio Ambiente é, como se diz em algumas regiões do pais, muita farofa e pouco peito. Não mexeu com ninguém no Ibama. O Presidente é o procurador que era o mesmo do tempo da Dilma Rousseff. O coordenador de Fiscalização é um rondoniense, indicado pelos petistas. Ou seja, lá no Ibama, a mesma turma do governo anterior continua peitando o Presidente Bolsonaro e metendo terror no setor madeireiro e no produtores rurais. Esse ministro Ricardo Salles é uma espécie de Rolando Lero, aquele personagem de grande sucesso da Escolinha do Professor Raimundo. Enrola muito, mas deixa mandando no Ibama a mesma turma daquele governo que quase destruiu nosso País”. Emendando: a última foi a notícia divulgada pelo Ibama de que madeireiros da região de Espigão do Oeste teriam posto fogo  num caminhão, que iria abastecer helicópteros de fiscalização do órgão, na Reserva Roosevelt.  O caso foi noticiado em rede nacional e colocou os madeireiros, de novo, como bandidos. Produtores rurais e madeireiros da região emitiram  nota repudiando as acusações absurdas. Mas, quem manda é o Ibama e os petistas que ainda estão por lá. Enquanto isso, o Rolando Lero avisa que um dia as coisas vão mudar…



MAIS PRAZO PARA A TRANSPOSIÇÃO

Não se pode duvidar da grande proximidade do governador Marcos Rocha com o presidente Jair Bolsonaro. Em suas constantes idas a Brasília, os dois têm tido encontros seguidos e sempre facilitados pelo próprio Bolsonaro e  pela assessoria no seu entorno. Nessa semana, quando esteve na Capital Federal, tratando novamente de vários assuntos de interesse do Estado, o Coronel que comanda Rondônia esteve pelo menos duas vezes com o Chefe da Nação. Vários temas importantes para o Estado foram discutidos. Um deles beneficia diretamente o funcionalismo, que formou grandes filas para fazer sua opção e entregar as últimas documentações para ter direito à transposição. Sexta-feira seria o último dia, para desespero de muitos que não conseguiram cumprir o prazo. Calma! Atendendo pedido do Governador, Bolsonaro determinou à equipe técnica responsável pelo assunto, que autorizasse a prorrogação do prazo, para que ninguém seja prejudicado. Durante essa próxima semana, Marcos Rocha vai dar mais informações sobre o assunto. Há outras novidades saídas de mais uma reunião entre o político rondoniense e o Presidente.



BOLSONARO NA FESTA DO TAMBAQUI

Em um segundo encontro, Rocha e Bolsonaro combinaram a participação de dois eventos de interesse de Rondônia. O primeiro acontecerá dia 7 de agosto em Brasília. Numa ação de consumo ao peixe da Amazônia, o Presidente vai participar, na Esplanada dos Ministérios, de importante promoção para divulgar o tambaqui de Rondônia, numa parceria com o Governo rondoniense, o Ministério  da   Agricultura e o Ministério da Pesca, com apoio do governo do Distrito Federal. No evento, serão servidas ao público e autoridades convidas,  gratuitamente, quatro mil bandas de tambaqui, algo em torno de seis toneladas. A intenção é clara: divulgar ao máximo o peixe amazônico, de grande qualidade e sabor, que muitos brasileiros ainda não conhecem. Outro anúncio oficial feito pelo Planalto, no final da semana, é apenas uma reafirmação. Bolsonaro já tem agenda para maio do ano que vem, quando virá inaugurar oficialmente a nona edição da Rondônia Rural Show, em Ji-Paraná. Há possibilidade, ainda, que o Presidente venha antes ao Estado, para inaugurar a ponte sobre o rio Madeira, na Ponta do Abunã, mas essa viagem não está oficialmente confirmada.



PROTEÇÃO A MULHER É CONVERSA FIADA?

Esse negócio de lei de proteção à mulher; de delegacia especializada; de combate ao Feminicídio, tudo isso  é muito legal na mídia, mas é, geralmente,  um grande fracasso na vida real. As leis brasileiras, feitas sob medida para proteger criminosos, não permitem, na maioria das vezes, que hajam ações preventivas, para colocar os agressores na cadeia, até serem julgados, salvando as futuras vítimas. Ora, ameaçadas várias vezes, elas recorrem às autoridades, pedindo proteção. A que lhes é dada é pífia, já que o bandido, o criminoso, o covarde que vai atacar, continua livre, leve e solto, para perpetrar o crime planejado. Há milhares de exemplos disso. Um deles, ocorreu essa semana, em Recife e certamente deixou revoltados todos os brasileiros de bem, que souberam do evento. A jovem Maiara Estefani Araújo, de 19 anos, fez três denúncias graves contra seu ex-companheiro, num prazo de apenas 20 dias. Ninguém lhe deu bola. Foi como se a violência ameaçada e anunciada e prevista, jamais existisse. O bandido, ex companheiro da garota, aproveitando que no Brasil os direitos humanos dos criminosos estão acima dos das pessoas de bem, soltinho, apesar de todas as denúncias feitas contra ele, agiu: jogou soda cáustica no rosto da jovem, destruindo a vida dela para sempre. É assim que se protege as mulheres? Que conversa idiota é essa? É com as leis atuais que vamos acabar com a violência contra as mulheres e com  Feminicídio? Que país nós estamos construindo?



A BATALHA DA CONTA DE LUZ AINDA VAI LONGE

A audiência pública realizada na Assembleia, na sexta-feira, para discutir a possibilidade de um decreto legislativo que cancele o aumento abusivo de até 27,5 por cento nas contas de energia elétrica em Rondônia, foi um sucesso de público. Boa parte das cadeiras, no auditório da ALE, estava ocupada. A iniciativa da deputada Mariana Carvalho, contudo, ainda dependerá de muitos novos passos e muita pressão, para atingir seu objetivo final. O evento foi positivo também para que o presidente da comissão da Câmara Federal que está analisando o assunto, o jovem deputado Rafael Motta, do Rio Grande do Norte. Sua presença foi importante. Sua vinda a Rondônia serviu para que Rafael, uma figura simpática e que deixou a melhor das impressões, por onde passou, entre nós,  tomasse conhecimento de toda a estratégia adotada pela Aneel e pelo próprio Ministério das Minas e Energia, para aplicar um dos maiores reajustes de energia do país, numa só tacada, no bolso do consumidor local. Embora os governistas na Câmara sigam a orientação do Planalto e possam não topar qualquer mudança no que já foi decidida, Mariana Carvalho considera que um relatório positivo, a favor dos rondonienses, pode ajudar a aprovar o projeto de cancelamento do reajuste, na Comissão de Minas e Energia da Câmara. A partir daí, nova luta seria conduzida, para a aprovação de um decreto legislativo. Há ainda longa luta a ser travada, mas a mobilização da sexta-feira, prova que há sim uma união de forças de autoridades, entidades produtivas e outras instituições, na batalha contra o exagerado reajuste da nossa energia elétrica. O assunto continua e vai render ainda muitas novidades, em breve.



THIAGO,  O HOSPITAL E 2020

Tem que se registrar que, finalmente, depois de três décadas e meia, o Hospital Regional de Ariquemes receberá obras e reformas. O evento histórico foi registrado essa semana, quando o prefeito Thiago Flores comandou uma solenidade, com a presença do vice governador  Zé Jodan e várias autoridades, para anunciar a medida que terá investimentos de 2 milhões de reais. O dinheiro, aliás, veio de emenda da legislatura passada, através de um trabalho realizado pelo ex governador e ex senador Ivo Cassol, que, aliás, foi sempre um parceiro importante de Ariquemes. Enquanto isso, o prefeito Thiago Flores vai consolidando uma administração diferenciada e, mesmo com dificuldades de apoios dos grupos políticos que sempre dominaram a vida pública na cidade, vem fazendo um governo bastante positivo. Obviamente que ele terá ainda grandes desafios pela frente, principalmente porque não abre mão de princípios que considera vitais para comandar sua cidade, entre as quais não aceitar pressões e manter sua equipe a partir apenas de suas decisões pessoais. Até agora tem dado certo. Ele será um duríssimo adversário para seus com concorrentes, na eleição do ano que vem…


PERGUNTINHA

Por que será que até agora ninguém foi preso, depois de cometer o grave crime de invadir celulares de autoridades, divulgando pedaços de conversas privadas? Que pais é esse, em que não se dá voz aos bandidos que estão esculhambando com autoridades, apenas para tentar soltar outro bandido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *