MARCOS ROGÉRIO DENUNCIA PODRIDÃO EM COMPRA DO CONSÓRCIO NORDESTE. FORAM GASTOS 50 MILHÕES DE REAIS, SEM RECEBER UM SÓ RESPIRADOR

TEM ÁREA DE CINCO HECTARES E TEM PRÉDIO PRONTO. CEASA DE PORTO VELHO PODE FUNCIONAR EM 60 DIAS
17 de novembro de 2021
DIA D: QUEM VAI COMANDAR A OAB RONDONIENSE NOS PRÓXIMOS TRÊS ANOS? SÃO QUASE SEIS MIL VOTOS EM DISPUTA
22 de novembro de 2021

A podridão que escorre sob os esgotos da corrupção, escondida pela CPI do Circo, que impediu investigações sobre a roubalheira do dinheiro federal no combate à pandemia, começa a sair à superfície agora, em investigações que são realizadas em vários Estados. Nesta semana, o senador rondoniense Marcos Rogério, membro combativo da CPI e minoria nela, divulgou um vídeo comentando os primeiros e assustadores resultados de outra CPI, dessa vez da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, onde os desvios já comprovados são estratosféricos. O vídeo pode ser assistido, na íntegra, através do link https://www.instagram.com/tv/CWJsiaiMbFM/?utm_medium=copy_link . Nele, Rogério afirma que as denúncias do senador Girão, sobre negociações do consórcio Nordeste, foram comprovadas. Segundo o senador de Ji-Paraná, foi feita uma compra de 50 milhões de reais em respiradores, de uma empresa que produz derivados de maconha, mas os respiradores jamais foram entregues.

Toda a compra fictícia foi paga pelo Consórcio Nordeste, com recursos federais. Inclusive um empresário que sabe de todos os detalhes da espúria negociação aceitou dar um depoimento secreto, prometendo que contaria todos os detalhes tenebrosos do gasto de quase 50 milhões de reais, por equipamentos que jamais foram entregues. É por essas e por outras, é a conclusão do parlamentar de Rondônia, que a CPI do Senado “não quis ouvir ninguém do Consórcio Nordeste”, porque, é óbvio deduzir, “o grande tema da CPI aqui em Brasília”, acrescentou, “foi a de impedir esta investigação, que revelaria um grande esquema de corrupção”. Agora, diz Marcos Rogério, “no trabalho da CPI da Assembleia do Rio Grande do Norte, estão trazendo às claras, tudo o que realmente aconteceu”. Disse ainda, no vídeo que divulgou sobre o tema, que “portanto, todo aquele barulho da CPI aqui do Senado, foi uma grande cortina de fumaça, para esconder o que estava acontecendo nos Estados e nos Municípios e, especialmente, com o Consórcio Nordeste”.  Aos poucos, resumiu finalmente o senador de Rondônia, “o Brasil vai sabendo que fizeram ou que não fizeram na CPI aqui em Brasília!”. Mas tem mais…

TCE DA BAHIA DENUNCIA COMPRA DE RESPIRADORES QUE PODEM TER CUSTADO ATÉ 168 MIL REAIS CADA UM

O esgoto da roubalheira bateu também na Bahia. O Tribunal de Contas do Estado denunciou um negócio espúrio, envolvendo perto de 48 milhões de reais do mesmo Consórcio do Nordeste. A CPI da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, que está investigando todos os Estados da região, que compõem o consórcio, anunciou que tem como comprovar que pelo menos metade deste valor, foi destinado ao pagamento de propinas. Obviamente que esse assunto é escondido na grande mídia, porque ele vai ao encontro das denúncias feitas pelo presidente Bolsonaro e, nada do que ele diz, tem crédito na imprensa, que tornou-se braço político da oposição e só pensa em derrubá-lo. A denúncia foi feita pelo jornalismo da Rádio Brado. Todos os detalhes, inclusive com a reprodução do documento emitido pelo TCE – BA, estão num vídeo do jornalismo da emissora e que pode ser assistido pelo link https://www.instagram.com/tv/CWGt74NpDO3/?utm_medium=copy_link . Na denúncia, teriam sido pagos 48 milhões e 748 mil reais por 300 respiradores. A compra teria sido de 1. 850 respiradores, mas apenas 300 foram entregues. Cada um dos entregues teria custado nada menos do que 168 mil e 943 reais. A denúncia inclui outra compra, de mais de 44 milhões de reais, de 600 respiradores, com cada um custando 80 mil reais. Tudo pago adiantado. Uma das empresas que realizou esta venda milionária, tinha apenas nove meses de existência e emitido, até a data da fortuna que faturou, unicamente duas notas fiscais. O relatório do TCE, denunciando as compra ilegais, foi assinado pela conselheira Carolina Costa. Nada desta podridão, ao menos até agora, repercutiu na grande mídia e provavelmente não será divulgado. Lamentável.

SUPERLOTAÇÃO EM EVENTO NA CAPITAL E ADESÃO DE 18 PREFEITOS, REFORÇAM NOME DE ROCHA PARA A REELEIÇÃO

Lotação total. O Grande Templo da Igreja Assembleia de Deus, que pode abrigar até seis mil pessoas sentadas, mas onde havia muita gente também de pé, superlotou no sábado pela manhã, quando aconteceu a convenção do PSL, a última do partido, já que ele se fundiu com o DEM, para formar o União Brasil, cujo reconhecimento oficial deve ocorrer nos próximos dias, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A grande estrela do encontro foi o governador Marcos Rocha, que recém voltou ao PSL e já como seu líder maior do Estado, inclusive presidindo o diretório estadual. Rocha, aliás, já foi indicado para comandar o novo União Brasil, já criado e agora sendo formalizado. O encontro de sábado reforçou ainda mais o nome de Rocha na sua batalha pela reeleição, no ano que vem. Participaram também praticamente todos os secretários e vários deputados estaduais, além de prefeitos e vereadores de vários municípios. Desde cedo, o local do encontro, ruas adjacentes e a avenida Amazonas, esquina com a rua Andréa, onde fica o templo, ficou superlotado de carros e gente. Rocha chegou ao local por volta das 10h, acompanhado pela primeira dama, Luana Rocha e foi ovacionado pelo público. Muita gente ligada ao atual governo do Estado prestigiou o evento, em que o comandante do Palácio Rio Madeira/CPA, mostrou toda a sua força política. Outro destaque na mesa que comandou os trabalhos foi o Chefe da Casa Civil e secretário geral do PSL e do novo União Brasil, Júnior Gonçalves, um dos nomes mais próximos ao Governador e com um poder pessoal cada vez mais reforçado no contexto do governo rondoniense.

OS ANDREOLI AINDA CHORAM A PERDA, MAS SUA DOR É AMENIZADA PELA FORÇA DA JUSTIÇA

Não há dor maior do que um pai perder um filho querido. A dor é eterna, ainda mais quando a morte chega de forma covarde e cruel, como o assassinato do jovem Beto Andreoli, morto a facadas em abril de 2020. Seu pai, o conhecido jornalista Paulo Andreoli, a mãe de Beto e toda a sua família, jamais terão alegria plena em suas vidas, com esta perda tão prematura e de forma tão vil. A dor da família foi ao menos amenizada, mesmo que um pouco, com a condenação do assassino a nada menos do que 22 anos de cadeia. Paulo publicou um curto texto nas redes sociais, comentando o assunto: “final de um dia terrível. Termino com a sensação de justiça aplicada. O assassino do meu filho foi condenado a 22 anos de cadeia. Mais uma vez o Poder Judiciário de Rondônia se mostrou célere e justo. Agradeço o trabalho do Ministério Público e dos assistentes de acusação. Vou tentar dormir hoje diferente deste último ano. Saí do tribunal mais leve. Não posso ter meu filho de volta. Fica o consolo de saber que está num lugar melhor. Quanto ao homicida, tenho certeza que é uma pessoa irrecuperável. Que sua cadeia seja dura e dolorida!” O lamento que fica, ainda, depois deste desabafo, é saber que as leis brasileiras feitas para proteger bandidos, permitiram que o assassino tenha matado antes outras três pessoas e andasse livre pelas ruas. Se este anormal estivesse preso, Paulinho Andreoli e sua família não teriam perdido o filho amado.

NOME FORTE À CÂMARA, THIAGO MOSTRA DOCUMENTOS DE QUE ESTÁ TOTALMENTE APTO A CONCORRER NO ANO QUE VEM

O ex-prefeito de Ariquemes e pré candidato à Câmara Federal, o delegado Thiago Flores, anda, certamente, incomodando a concorrência. Começou, muito antes da disputa eleitoral, a ser atacado, principalmente com informações falsas de que estaria inelegível. Para que as Fake News não progredissem, o competente político foi às redes sociais, munido por documentos oficiais, emitidos tanto pela Justiça comum como pela Justiça Eleitoral. Os mostrou publicamente, deixando claro que está muito apto a participar da eleição. Thiago é um político jovem, com ideias inovadoras e teve um mandato vencedor à frente da Prefeitura. Decidiu não concorrer à reeleição para se dedicar à família, recém formada e ao filho, recém nascido. Todas as pesquisas na cidade indicavam uma reeleição tranquila. Ao deixar de concorrer, Thiago apoiou à candidata eleita, Carla Redano, esposa do presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Alex Redano. O trio lidera um grupo político muito forte. Carla tem feito uma administração bastante elogiada. Redano comanda com sucesso a Assembleia e pode disputar a reeleição ou uma vaga ao Senado. O tripé desta forte aliança política coloca Thiago como forte dos mais quentes para a Câmara Federal. O que se espera é que o nível da campanha de 2022 não seja aquele que está se ensaiando na importante cidade rondoniense.

CALAR DEPUTADO NÃO É CENSURA, MAS NÃO ACEITAR A EXCRESCÊNCIA DA LINGUAGEM NEUTRA É!

Proibir um parlamentar, legitimamente eleito, de dar entrevistas ou se pronunciar pelas redes sociais não é censura para o Supremo Tribunal Federal, o STF, nosso verdadeiro governante. Cassar o mandato do deputado estadual mais votado do Paraná, porque ele teria produzido Fake News sobre as urnas eletrônicas (sem lei anterior que tornasse crime a ação), não é absurdo e muito menos censura. Prender o presidente nacional de um partido político, por ataques ao STF, impedindo-o de falar e sequer escrever mensagens da prisão, não é censura. Tudo isso pode, desde que parta de decisão dos nossos mais poderosos governantes que temos em anos, os ministros do nosso Supremo. Agora, quando se quer valorizar a família, impedir as pautas da esquerda, que querem destruir o ensino, mudar nossa Língua Portuguesa na marra, impor à sociedade sua ideologia, ai de quem não concordar. Será chamado de censor. Foi isso que fez o ministro Edson Fachin, sobre a lei rondoniense que proíbe a linguagem neutra nas nossas escolas. Daí é censura, para nosso ministro que jamais se postou contra o que seu colega Alexandre de Moraes, chamado de xerife por seu ex-companheiro de toga e agora aposentado, Marco Aurélio de Mello. Fachin, um dos indicados pelo petismo para o STF, segue a ideologia que o conduziu ao cargo, como o fizeram outros colegas seus. A decisão, por enquanto monocrática, certamente será seguida pelo pleno do STF, que dominará nosso país por anos a fio, até que seus quase eternos mandatos se encerrem.

CONSTRUTORA NÃO ACEITA QUALQUER RESPONSABILIDADE EM RELAÇÃO AO SHOW DE GUSTAVO LIMA

Problemão, ainda sem uma saída definida! O show do cantor Gustavo Lima, programado para o sábado, 3 de dezembro, no estádio Aluízio Ferreira, continua correndo risco de não acontecer. Basicamente, mesmo com autorização da Sejucel do governo do Estado e dos Bombeiros, há uma importante questão legal a ser superada. O resumo da ópera: parte das arquibancadas e outras áreas do estádio estão em obras. Pela legislação, até que toda a obra seja entregue em definitivo, tudo o que ocorrer no local é de responsabilidade da empresa construtora, que venceu a licitação. É aí que está todo o impasse. Como há uma previsão de um público de até 20 mil pessoas no show, o empresário Valter Rossoni, da Audax Construções e Engenharia, afirmou que não pode correr este risco, ou seja de acontecer qualquer problema e a empresa dele, que nada tem a ver com o show, ser responsabilizada legalmente. Rossoni afirma que só se pode permitir a realização do evento com Gustavo Lima, depois que for feito um distrato do contrato que tem para a obra. O dono da Audax afirmou ainda que, ao menos até agora, não foi procurado por ninguém, para tratar de alguma alternativa para que o show possa ser realizado, isentando a empresa dele de qualquer responsabilidade.  

REZENDE ANUNCIA ANEL VIÁRIO DA CAPITAL E ASFALTO NA RODOVIA DO BOI, PARALELA À BR 364, ATÉ FIM DO ANO QUE VEM

São mais de 300 milhões já investidos, 60 milhões apenas na recuperação de pontes e na retiradas das que eram de madeira e que agora são de concreto ou aço. Ao mesmo tempo, 50 canteiros de obras estão atuando em todo o Estado. Os cinco quilômetros da estrada do Belmont, já prontos e funcionando, depois de uma espera de pelo menos três décadas. Dezenas de rodovias estaduais recuperadas e outras, em parceria com Prefeituras. Várias cidades rondonienses já beneficiadas com o programa Tchau Poeira, uma inovação do atual governo. O anel viário de Porto Velho (Rodovia Expresso Porto) ligando a BR 364 até o Porto da Capital, com novo projeto em andamento e, se tudo der certo, os 17 quilômetros estarão asfaltados até meados do ano que vem, tirando todos os caminhões pesados que trafegam dentro da cidade. Estes foram apenas alguns dos temas abordados pelo diretor geral do DER, Elias Rezende, ao programa Papo de Redação, da rádio Parecis FM, nesta semana. Na conversa com os Dinossauros Beni Andrade, Everton Leoni, Jorge Peixoto e Sérgio Pires, Rezende também respondeu perguntas dos ouvintes e comemorou os 600 milhões de reais em investimentos que o governo rondoniense anunciou que entregará às Prefeituras do Estado, no ano que vem. Sobre a Estrada do Boi, paralela à 364, que encurtará a ligação da BR 429 com Porto Velho em até 150 quilômetros, o diretor do DER confirmou que a meta é asfaltar seus 96 quilômetros até o final de 2022. Portanto, vem por aí muito mais obras importantes.

LÉO MORAES RELATOU LEI QUE TORNAM HEDIONDOS OS CRIMES DE PEDOFILIA

O deputado federal Léo Moraes, de Rondônia, virou notícia nacional novamente, nesta semana. Ele foi o relator do projeto que torna a pedofilia como crime hediondo.  A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados já aprovou o projeto, por meio de votação simbólica. A partir de agora, o tema vai à votação no plenário da Câmara e do Senado, passando a ser lei no país, após a sanção presidencial. Na lista de crimes hediondos também entram as práticas de aliciamento de menores, exposição, produção, venda ou publicação de material pornográfico. “Ao considerar hediondos a grande maioria dos crimes que envolvem a pedofilia, a proposta impõe um regime jurídico mais gravoso aos infratores, submetendo-os à exigência de maior lapso temporal para a progressão de regime e à vedação da concessão de indulto e anistia, dentre outras consequências penais”, defende Léo Moraes. O relator também acatou a proposta que modifica a Lei de Execução Penal. A partir disso, será obrigatória a monitoração eletrônica dos condenados por pedofilia com saída temporária ou prisão domiciliar autorizada. Eles também estarão proibidos de chegar perto de escolas. 

PERGUNTINHA

Neste domingo, tem as prévias que escolherão o candidato tucano à Presidência da República em 2022. Se você fosse votar, escolheria João Dória, Eduardo Leite ou Arthur Virgílio?

Os comentários estão encerrados.